Independência Financeira: O que é e como atingir em 7 Passos

Independência Financeira: O que é e como atingir em 7 Passos

Se você está pensando que independência financeira é impossível, eu preciso te dizer: um dia duvidaram que o homem pisaria na lua.

E o que aconteceu em 1969?
Pisaram e deixaram até uma bandeira em solo lunar.

Qualquer pessoa pode conquistar o que quiser e depende apenas das atitudes em prol desse objetivo.

Sim, é uma questão de motivação e depende de foco, força, fé e principalmente: superar cada dificuldade inclusa.

A vida não é brincadeira e o mais importante é entender o que é a independência financeira.

Em seguida, a proposta é mostrar o que fazer para que você consiga atingir a sua quanto antes.

O que é a independência financeira e como desenvolvê-la?

A independência financeira pode ser definida como a capacidade de passar um tempo sem precisar de uma renda fixa.

Por exemplo: juntei R$1.000.000,00 e desejo ficar dois anos viajando pelo Brasil sem precisar trabalhar.

Contudo, será que dá para atingir a sua?

Veja 7 dicas a seguir e descubra que é possível conseguir:

Desenvolva uma mentalidade vencedora: Tudo começa pelo pensamento, acima de qualquer outra coisa

Antes de mais nada, é preciso que você desenvolva uma mentalidade vencedora e sem qualquer limitação.

Uma das piores coisas é pensar que não é possível e nem será possível atingir os objetivos traçados no começo.

Esqueça isso e foque no aprendizado, porque o foco é desenvolver uma mentalidade positiva e agregadora.

Ikigai: O Segredo Japonês para Viver uma Vida Longa e Feliz

Os seus pensamentos mudam e começam a colocar certeza em cada atitude que você decidiu tomar.

Gosto de falar primeiro de uma mentalidade vencedora, acima de qualquer outro tipo de atitude.

As demais dicas são fundamentais, porém o começo é justamente pensar primeiro e, logo após, é chegada a hora de ter ações.

Crie um plano financeiro viável: Poupe mais do que gasta

Responda com sinceridade: você tem controle financeiro sobre quanto recebe e o valor que gasta?

Se a resposta for positiva, você está no caminho certo e deve seguir assim, mas nem todos têm esse controle.

Vários aplicativos existem e possibilita que você insira as entradas, incluindo, também, as saídas.

Caso você não deseje, procure usar o Excel e basta colocar em uma coluna as entradas, enquanto na outra anote as saídas.

Até mesmo um caderninho serve e o principal é anotar tudo, mas sempre tomando cuidado para não gastar muito.

Em outras palavras: a independência financeira depende de você gastar menos do que arrecada.

Defina quais são suas metas financeiras: não dá para abraçar o mundo, ao menos por enquanto

O ideal é que você pare de gastar com tudo aquilo que não tem a importância devida e varia de caso para caso.

Para alguns, pode ser a cervejinha do fim de semana, mas, outras pessoas podem acabar gastando muito com roupas.

O principal é identificar aquilo que é supérfluo e que não fará falta, a escolha, como tudo na sua vida, depende só de você.

Tipos de Personalidade: Conheça a Personalidade ISFP – Aventureiro

Nesse cenário, é preciso ter responsabilidade e entender o que é realmente relevante para você.

Conselho de amigo, o dinheiro existe apenas para que você ganhe e ele te sirva, jamais o oposto.

Olhe para a sua renda e afirme para ela: “Eu mando em você e não é você que tem qualquer poder sobre mim”. Seja forte!

Desenvolva a sua carreira: independente do segmento, tenha um plano para crescer na sua profissão

O meu objetivo aqui, não é de citar qual profissão paga mais do que outras alternativas.

Afinal, o talento e a vocação não são recursos que podem ser monetizados, não é mesmo!?

É primordial entender um fato: a ascensão profissional depende do estudo e principalmente da política interna das organizações.

Algumas têm um processo justo e coesa, embora outras tenham métodos nada interessantes.

Faça cursos, gradue-se e tenha planos claros, objetivos e defina exatamente o lugar que você deseja chegar.

Ao mesmo tempo, crie pontos de parada e faça uma espécie de “escadinha”, porque é o que te leva ao lugar correto.

Tenha uma reserva de emergência: Momentos ruins acontecem, esteja preparado

O que eu vou contar não é agradável e pode gerar desmotivação, porém a realidade é que a vida não é para os fracos.

Coisas ruins acontecem e os momentos exigem que as atitudes devam ser em prol de um resultado válido.

A reserva de emergência visa justamente suprir a sua necessidade nas horas em que você não deseja trabalhar.

Podem ser dias também, pois o foco da independência financeira é justamente servir para essas situações.

SEJA POSITIVO: Use afirmações positivas para ter mais saúde e bem-estar

Na hora de criar uma reserva de emergência, busque ter dinheiro guardado no banco e pode ser um físico ou mesmo digital.

Faça uma reserva com o valor equivalente de 8 a 12 meses de despesas, pelo menos nessa etapa da sua vida, o que seria  se você tem um gasto mensal de R$ 1 mil, você deve ter uma reserva de pelo menos R$ 8 mil.

Tenha investimentos variados: Se você ficar restrito à apenas um, o cenário pode não ser o mais positivo

Bem, se você seguiu todas as dicas faladas até aqui, acredito que você está próximo a da ser independente financeiramente e com uma reserva acima de 12 meses.

No entanto, é preciso investir dinheiro e hoje sobram opções para que você consiga investir.

Desde os investimentos em tesouro direto, carteira fixa e carteira variável, fato é que sobram alternativas.

Estude cada uma delas e procure ser conservador, porque nessa etapa da sua vida é melhor ir com muita calma.

Planeje suas metas de forma inteligente

Investimentos em imóveis são excelentes alternativas e o principal é se preparar para essas situações.

No final das contas, a diferença entre um bom e um mau investimento é justamente a escolha que o investidor tomou.

Mude seus hábitos: Ao invés de gastar, aprenda a poupar para não precisar trabalhar a vida toda

Essa é a dica mais simples, afinal basta seguir as anteriores e você terá mudado os seus hábitos.

Enfim, pode dominar o dinheiro, gastar menos do que arrecada, subir profissionalmente, ter uma reserva e variar os investimentos.

Fique alguns anos tendo essas atitudes e confirme: financeiramente você poderá passar um tempo sem precisar ter renda fixa.

A independência não pode ser vista como um “passaporte para não fazer nada”, é apenas uma forma diferente de viver a vida.

Para finalizar a nossa conversa, desejo que você comece pelo trabalho mental e o restante depende disso. A independência financeira depende de uma cabeça saudável e pronta para “comandar” as outras partes do seu corpo. Na parte prática, é muito mais simples de aprender.

Gostou deste assunto? Curta, comente e compartilhe!

Por: Nuno Cruz

Quer Agendar uma Sessão de Coaching? Está pronto para essa transformação?

Agende sua sessão de Coach! Preencha o formulário de contato, ou se preferir, envie uma mensagem via WhatsApp para +351 911 752 631.

Recomendo que também leia:

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contacto conosco.

Mandala Ikigai