procrastinação

Procrastinação: o que é, como deixar de ser um procrastinador?

A procrastinação é deixar para amanhã o que você pode fazer hoje e acredite: é mais comum do que você pensa. Uma pessoa que procrastina é alguém que enrola, enrola e acaba não fazendo absolutamente nada.

Embora pareça algo normal e que todo mundo faz, a verdade é que várias pessoas deixam de viver por isso. Por exemplo: se a pessoa não for ágil para executar a tarefa, a chance de não ser contratado outra vez é grande.

Para superar a procrastinação é essencial entender o que é e como deixar de ser um procrastinador. Dessa forma, você ainda vai aprender, ao final do texto, porque o ser humano é mestre na arte de procrastinar.

Procrastinação: O que é procrastinar?

A procrastinação é um hábito da sociedade moderna e tem suas origens no comodismo. Em outras palavras, é muito confortável deixar tudo para o dia seguinte e se apoiar em causas externas para o insucesso.

Esse tipo de situação foi escancarado em 2020 e 2021, por conta da pandemia do Covid-19. Muitas pessoas reclamavam de não ter tempo para nada, mas quando se viram em casa perceberam que apenas procrastinavam. 

Muitos perguntam-se a razão de procrastinar e o motivo é simples: é uma opção. Destaca-se o fato de não ser algo de agora, porque é automático e foi criado um padrão de comportamento, porém algum dia foi uma opção.

A pessoa se viu em uma situação mais ou menos assim: vou deixar para amanhã e assim que o dia amanhecer eu faço. No dia seguinte, nem se lembrou e voltou para casa à noite, deixando para o futuro.

Esse comportamento criou uma espécie de ciclo vicioso, ou seja, a mesma coisa acontece por vários dias. A procrastinação, todavia, não deve ser vista como algo 100% ruim e pode ser positiva, principalmente para limitar.

Alguém que procrastina fica no mesmo lugar e pode até prosseguir, mas os passos são bem lentos. Para sair da zona de conforto e explorar o seu potencial, confira dois pontos chave para entender a procrastinação.

Como deixar de ser um procrastinador?

A resposta para essa pergunta é uma das mais simples que existem e consiste em começar a observar tal comportamento. Se você chegou até aqui, é devido a entender que precisa deixar de ser um procrastinador, concorda!?

As atitudes para mudar um comportamento não são da noite para o dia e demandam tempo, disciplina e mudança de um hábito. Essa situação não deve ser vista como um “mostro”, mas sim como um ponto a ser melhorado.

Para deixar de lado a procrastinação, a melhor opção é tomar três medidas simples e muito eficazes. Nesse cenário, cabe ressaltar a importância de cada uma delas e veja o que fazer:

Você já descobriu seu Ikigai?
  • Estabeleça uma rotina para as tarefas– Defina um horário para acordar e quando o trabalho deverá ser feito. Em seguida, estipule um cronograma para cumprir, em primeiro lugar nas funções profissionais.
  • Estipule ciclos para tudo– Se você precisa falar com um familiar, pegue o telefone e converse com a pessoa, sem ficar postergando. A ideia é que você entenda que existe ciclo para tudo na sua vida.
  • Comece devagar e depois acelere– Em um primeiro momento, você fará tudo mais lento e pode ser que sinta falta de procrastinar. No entanto, com o tempo ganhe velocidade e faça disso um novo hábito.

Para deixar de ser um procrastinador, o segredo está em ter rotina, entender os ciclos e ganhar velocidade. Afinal, nada na vida é estático e tudo muda, inclusive novos padrões são criados dentro de você e são reproduzidos. 

Pense em qualquer empresário de sucesso e me responda: ele nasceu com todas as qualidades ou desenvolveu? Se ele conseguiu você também pode deixar de ser um procrastinador é uma construção diária.

Porque o ser humano é mestre em procrastinar?

Por fim, é comum perguntar-se a razão de o ser humano gostar de procrastinar e a resposta não ser a mesma. Há pessoas que aprendem isso na infância e reproduzem até o fim da vida.

Esse tipo de situação é comum, mas não deve servir como desculpa e a realidade é que todos são livres. Portanto, alguém pode deixar de procrastinar quando quiser e o que falta é sair dos extremos, seria assim:

  • Uma pessoa decide que vai faxinar a casa inteira e só tem pela frente 2 horas para executar o trabalho;
  • Ao chegar em casa, percebe que já é tarde e começa a procrastinar, dia após dia não inicia essa limpeza;

O exemplo acima pode parecer simplório, porém perceba uma coisa: a pessoa não planejou a ação e achou que faria quando desse. Se, por outro lado, ela tivesse feito um planejado e definido um dia, a faxina sairia do papel.

Imagine essa situação no emprego e responda: o chefe teria essa paciência?

Pense nesse caso em uma relação amorosa, em que uma parte precisasse falar com a outra sobre uma insatisfação, o que aconteceria?

O procrastinador possui a tendência de desenvolver tal sentimento em todos os campos da vida, o que é terrível. A razão, contudo, está simplesmente em não separar o dia corretamente e definir as etapas de uma tarefa.

Seja para limpar a casa, namorar ou trabalhar, o processo precisa ter começo, meio e fim. Caso contrário, o procrastinador se tornará alguém complicado de se viver e não vai explorar o potencial que possui.

Se você se viu como uma pessoa que tem o hábito da procrastinação, comece a solucionar o quanto antes. Esse século é do profissional multitarefa e não dá mais para deixar para amanhã o que você pode fazer hoje.

Por: Nuno Cruz

Quer Agendar uma Sessão de Coaching? Está pronto para essa transformação?

Recomendo que também leia:

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Mandala Ikigai

Adicione um comentário